Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias 14 mil habitantes serão beneficiados com esgotamento sanitário de Piaçabuçu
25/08/2015 - 14h22m

14 mil habitantes serão beneficiados com esgotamento sanitário de Piaçabuçu

14 mil habitantes serão beneficiados com esgotamento sanitário de Piaçabuçu

14 mil habitantes serão beneficiados com esgotamento sanitário de Piaçabuçu

Pescadores e população em geral de Piaçabuçu serão contempladas com melhorias. (Foto: Acervo Secom/AL)

Cadu Epifânio e Mariana Peixoto

 

O desenvolvimento econômico e social do Estado é um dos compromissos do Governo de Alagoas e seguindo nesta missão será assinada, nesta quarta-feira, 26, a ordem de serviço do Sistema de Esgotamento Sanitário do município de Piaçabuçu pelo governador Renan Filho. A solenidade acontece às 10h, no canteiro de obras do empreendimento, Rua Adelmo Melo, s/n Bairro da Paciência, em Piaçabuçu.

 

Como Piaçabuçu vive necessariamente do turismo e da pesca, a manutenção desta economia se faz essencial para o desenvolvimento regional. A obra é fruto de um compromisso firmado entre o Ministério da Integração Nacional, por meio da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e Parnaíba (Codevasf), e o Governo de Alagoas, através da Secretaria da Infraestrutura (Seinfra) e da Companhia de Saneamento de Alagoas (Casal).

 

A secretária de Estado da Infraestrutura, Aparecida Machado, lembrou que o governo prioriza obras de esgotamento sanitário justamente pelo leque de ações desencadeadas. A saúde dos moradores será protegida pelo tratamento que o esgoto vai dispor. Com esgoto tratado, o meio ambiente agradece e as belezas naturais da região, que é banhada pelo Rio São Francisco e o Oceano Atlântico são preservadas. Por tabela, a economia da pesca e do turismo também saem ganhando.

 

 

A obra, que atenderá a zona urbana do município, beneficiará mais de 14 mil habitantes e será composta por 17 km de rede coletora e esgotos, tubulações que passam na porta das residências, 1.900 metros de emissário de recalque, três estações elevatórias, que são responsáveis por bombear o esgoto das áreas mais baixas para um ponto mais alto e 737 metros de emissário final de efluente tratado.

 

O tratamento do esgoto será feito através de lagoas anaeróbias, facultativas e de maturação, que possibilitam a despoluição de mais de 90% do esgoto recebido, o que o torna dentro dos padrões exigidos para que possa ser levado ao Rio São Francisco através do emissário sem que haja prejuízos a qualidade da água do rio.

 

A expectativa é que a obra dure 18 meses e após sua conclusão, ela será operada pela Casal.

 

“O Rio São Francisco é um bem extremamente importante para todos nós, por isso é primordial a conservação dele. O Governo de Alagoas continuará em busca de recursos para a realização dessas obras. Temos que enxergar investimentos em esgotamento sanitário não apenas como uma obra coletora de esgoto, mas sim, como uma obra que representa melhorias no meio ambiente, turismo, saúde e educação”, frisou Aparecida Machado, secretária de Estado da Infraestrutura.

 

A obra vai custar R$ 14.391.077,88 aos cofres públicos, que vai proporcionar melhorias a infraestrutura de Piaçubuçu.

Ações do documento

banner_lai+sic_LATERAL-A-PLONE3.jpg
banner_lai+sic_LATERAL-B-PLONE3.jpg

banner_GERAL_LATERAL_sic-plone3.jpg

ouvidoria.png

banner-transparencia.png

Órgãos Vinculados

Casal

 

DER-AL

 

Serveal

Integra

Diário Oficial

cpl.jpg