Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias Congresso libera construção do Trecho 5 do Canal do Sertão
13/12/2017 - 11h46m

Congresso libera construção do Trecho 5 do Canal do Sertão

Obra foi aprovada pela Comissão Mista do Orçamento, responsável pela apresentação da Lei Orçamentária de 2018

Congresso libera construção do Trecho 5 do Canal do Sertão
Texto de Myllena Diniz

A Comissão Mista de Planos, Orçamentos Públicos e Fiscalização (CMO), órgão do Congresso Nacional, aprovou repasse de recursos para a construção do Trecho 5 do Canal do Sertão alagoano, para o próximo ano. A decisão ocorreu após apresentações de obras de infraestrutura, por parte de representantes dos Estados brasileiros, no mês de novembro.

 

Para defender o andamento das obras do Trecho 5 do Canal do Sertão, o Governo de Alagoas enviou técnicos da Secretaria de Estado da Infraestrutura (Seinfra) à CMO. Na ocasião, os representantes esclareceram questionamentos apontados no relatório anual de fiscalização de obras, o Fiscobras, e apresentaram todas as medidas adotadas para o cumprimento das determinações do Tribunal de Contas da União (TCU).

 

Segundo o secretário de Estado da Infraestrutura, Humberto Carvalho, entre as principais ações, está a proposta de repactuação do valor da obra – de R$ 686 milhões para R$ 527 milhões. “Desde 2015, o Governo de Alagoas adotou uma nova postura em relação ao Canal do Sertão. Trouxemos mais transparência e viabilidade para o projeto, a ponto de reduzirmos em mais de R$ 158 milhões o orçamento do Trecho 5, superando as próprias determinações do TCU”, destacou o titular da pasta.

 

Devido ao orçamento inicial, que desconsidera a proposta de repactuação, o Tribunal de Contas da União havia recomendado a suspensão da quinta etapa do Canal, além da paralisação de mais 10 obras de infraestrutura em todo o Brasil. No entanto, por lei, cabe ao Congresso a avaliação final.

 

De acordo com o superintendente estadual de Infraestrutura Hídrica, Alzir Lima, responsável técnico pela defesa da obra junto à CMO, o resultado é fruto de um trabalho contínuo de transparência, fiscalização e cumprimento das determinações dos órgãos de controle.

 

“Temos desenvolvido um trabalho transparente e cumprido, com rigor, tudo o que determina o Tribunal de Contas. Por isso, durante a defesa do Canal, conseguimos demonstrar, com clareza, nossa proposta de repactuação, que elimina qualquer possibilidade de sobrepreço e que, neste momento, está em análise no TCU”, salientou o superintendente.

 

Além do Canal do Sertão, a CMO também aprovou a liberação de empenho para que mais quatro das 11 obras de infraestrutura apontadas pelo Fiscobras possam seguir adiante – Usina Nuclear de Angra 3 (RJ), Fábrica de Hemoderivados e Biotecnologia (PE), Trecho da BR-235 (BA), e Vila Olímpica (PI).

 

Canal do Sertão

No Semiárido, a maior e mais importante obra de infraestrutura hídrica do Estado de Alagoas já abre passagem para a água do rio São Francisco e beneficia cerca de 160 mil sertanejos, distribuídos entre sete municípios assolados pela estiagem prolongada.

 

Nos últimos três anos, o governo estadual quitou mais de R$ 117 milhões da dívida da obra, que chegou a R$ 147 milhões, herdada da gestão anterior. O ajuste possibilitou levar, no mesmo período, a água do quilômetro 65 ao 107, viabilizando interligações de sistemas coletivos de abastecimento, intensificação de políticas públicas de combate à seca e avanço de culturas irrigadas de pequenos e médios produtores.

 

Segundo o secretário Humberto Carvalho, a expectativa é de que, em janeiro de 2018, novas frentes de trabalho sejam abertas, ampliando o ritmo das obras e garantindo novas contratações para profissionais da construção civil. “Também vamos nos esforçar, ao máximo, para manter o planejamento e o fluxo de recursos vindos de Brasília. O intuito é fazer com que, no próximo ano, tenhamos obra até o quilômetro 125 da obra”, reforçou Humberto Carvalho.

 

Quando concluído, o Canal do Sertão contará com 250 km de água, ao alcance de mais de um milhão de pessoas, em 42 cidades, do Sertão ao Agreste de Alagoas.

Ações do documento

banner_lai+sic_LATERAL-A-PLONE3.jpg
banner_lai+sic_LATERAL-B-PLONE3.jpg

banner_GERAL_LATERAL_sic-plone3.jpg

ouvidoria.png

banner-transparencia.png

Órgãos Vinculados

Casal

 

DER-AL

 

Serveal

Integra

Diário Oficial

cpl.jpg