Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias Governo investe mais de R$ 1 bilhão em esgotamento sanitário
22/10/2015 - 13h15m

Governo investe mais de R$ 1 bilhão em esgotamento sanitário

Proposta é de ampliar a rede na capital, de 35% para 70%, e em mais 26 municípios beneficiando mais de um milhão de habitantes

Governo investe mais de R$ 1 bilhão em esgotamento sanitário

O Governo de Alagoas lançou nesta segunda-feira (19), o Programa de Esgotamento Sanitário de Alagoas, no Palácio República dos Palmares. O investimento será de cerca de R$ 1,6 bilhão.

Texto: Telma Elita

Foto: Márcio Ferreira


Apenas 35% da capital de Alagoas tem o serviço de esgotamento sanitário. Esse número é ainda menor em relação ao Estado, que possui uma cobertura de apenas 19%. O não atendimento gera como consequência doenças, poluição de rios, mares; cria obstáculos para a vinda de empresas, o desenvolvimento turístico. Essa é, sem dúvida, uma das principais chagas, do Estado.


Para reverter esse quadro, o Governo de Alagoas lançou nesta segunda-feira (19), o Programa de Esgotamento Sanitário de Alagoas, no Palácio República dos Palmares. O investimento será de cerca de R$ 1,6 bilhão.   


O governador Renan Filho tratou sobre a importância da iniciativa. “Alagoas não tinha um plano para enfrentar esse problema antigo. Como novidade, traz ainda a captação do capital privado”, revelou o chefe do Executivo estadual.


De acordo com Renan Filho, serão investidos mais de R$ 300 milhões, inicialmente, em Parcerias Público Privadas (PPPs), na capital. “Nosso plano é elevar de 35% para 70% a cobertura em Maceió, até o final do mandato, e deixar 100% contratado. Essa é uma meta ambiciosa, mas atingível”, contou o governador.

 


Na solenidade desta segunda-feira, foram assinadas as ordens de serviço das obras da parte alta de Maceió (investimento de R$ 200 milhões/ atendimento a 160 mil habitantes) e do bairro do Farol e localidades vizinhas, também na capital (recursos de R$ 187 milhões voltados a 130 mil habitantes).

 

O diretor-presidente da Companhia de Saneamento de Alagoas (Casal), Clecio Falcão, apresentou detalhes sobre o programa. “Além das PPPs, teremos investimentos do Estado e do governo federal. A previsão é de investirmos mais de R$ 1 bilhão. Os recursos serão aplicados na capital e em 26 outros municípios”, afirmou o gestor.

 

 

Presente no evento, o presidente da Associação dos Municípios Alagoanos (AMA), Marcelo Beltrão, avaliou a iniciativa.

 

“O lançamento repercute diretamente na prevenção em saúde. Nós prefeitos temos consciência da importância do esgotamento sanitário. O governo do Estado tem buscado constantemente parcerias com os municípios. É esse o caminho”, disse ele, que é prefeito de Jequiá da Praia.

 

Marcelo Beltrão observou ainda a importância do Termo de Cooperação Técnica, estabelecido entre Governo do Estado e municípios, na área de saneamento.

 

“Avançaremos mais rápido. Esse termo de cooperação técnica é fundamental, principalmente para os municípios pequenos. Os projetos de saneamento são de difícil execução”, ponderou o presidente da AMA.

 

 

A proposta do Governo de Alagoas é avançar a cobertura do Estado de 19% para 40% nos próximos quatro anos.     

 

Confira a lista dos municípios que serão atendidos pelo Programa: Maceió, Belo Monte, Piaçabuçu, Marechal Deodoro, Delmiro Gouveia, São Brás, Coqueiro Seco, Passo de Camaragibe, Porto de Pedras, São Miguel dos Milagres, Rio Largo, Paripueira, Barra de Santo Antonio, Ouro Branco, Olho D’Água das Flores, Arapiraca, Cacimbinhas, Barra de São Miguel, Igaci, Olho D’Água do Casado, Piranhas, Boca da Mata, Jaramataia, Carneiros, Canapi, São José da Tapera e Pariconha.  

Ações do documento

banner_lai+sic_LATERAL-A-PLONE3.jpg
banner_lai+sic_LATERAL-B-PLONE3.jpg

banner_GERAL_LATERAL_sic-plone3.jpg

banner e-ouv

banner-transparencia.png

Órgãos Vinculados

Casal

 

DER-AL

 

Serveal

Integra

Diário Oficial

cpl.jpg