Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias Obras do Pratagy-Meirim ampliam sistema de abastecimento na capital
28/12/2015 - 16h30m

Obras do Pratagy-Meirim ampliam sistema de abastecimento na capital

Ainda estão sendo realizadas melhorias no antigo sistema de adução, tratamento e armazenamento do Pratagy

Obras do Pratagy-Meirim ampliam sistema de abastecimento na capital

Obras da ampliação do sistema de abastecimento água de Maceió são financiadas com recursos do Programa de Aceleração do Crescimento, custando R$30 milhões.

Texto: Marina Ferro

Foto: Neno Canuto

 

O ano de 2015 foi positivo para os alagoanos que sofriam com a falta d’água em Maceió e no interior. A conclusão do trecho 3 do Canal do Sertão foi uma grande conquista para os sertanejos que lutam contra a seca. Em Maceió, o problema está sendo combatido com a ampliação do sistema de abastecimento Pratagy-Meirim.

 

Em agosto desse ano, a Secretaria de Estado da Infraestrutura (Seinfra) deu início às obras do sistema Pratagy-Meirim na parte alta da cidade até o Litoral Norte. Além de ampliar o abastecimento de água da Capital por meio de captação do Rio Meirim, ainda estão sendo realizadas melhorias no antigo sistema de adução, tratamento e armazenamento do Pratagy.

 

“O sistema existente é antigo e, por conta da explosão demográfica, principalmente na parte alta da cidade, foi preciso reforçá-lo. É importante salientar que essa obra vai reforçar o que já existe. A água já chega à casa das pessoas, mas, às vezes, com dificuldade”, disse a superintende de Obras da Seinfra, Silvia Valéria.

 

O sistema funciona da seguinte forma: existe a captação das águas brutas do Rio Meirim, que é levada por meio de adutoras até a Estação de Tratamento de Água (E.T.A), depois da água bruta se transformar em potável, canos mais finos se distribuem em bairros e ruas, abastecendo as casas.

 

As regiões contempladas na parte alta da cidade serão: Cidade Universitária, imediações do Feitosa, Sítio São Jorge e Antares. Na parte baixa será o Litoral Norte. O trecho que vai da parte alta até Riacho Doce já se encontra 50% executado.

 

As obras da ampliação do sistema de abastecimento d'água de Maceió são financiadas com recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC-2), custando R$30 milhões.

Ações do documento

banner_lai+sic_LATERAL-A-PLONE3.jpg
banner_lai+sic_LATERAL-B-PLONE3.jpg

banner_GERAL_LATERAL_sic-plone3.jpg

banner e-ouv

banner-transparencia.png

Órgãos Vinculados

Casal

 

DER-AL

 

Serveal

Integra

Diário Oficial

cpl.jpg